Yoshida, que contou que o periférico vem sendo desenvolvido desde 2010, também descreveu que a sensação experimentada com o Project Morpheus foi poderosa: “Olhei para baixo e meu corpo era o de Kratos!” durante a demonstração da interação do aparelho em God of War.

Apesar de ainda não se encontrar em versão final, Morpheus, que estará disponível para testar durante esta quarta-feira na GDC, já teve suas especificações divulgadas. O visor terá resolução de 1080p, 90º de campo de visão e será possível movimentá-lo em 360º com o auxílio da PlayStation Camera, que fará a captação do posicionamento da cabeça do usuário com um acelerômetro e um giroscópio.

Outros acessórios do PlayStation farão interação com o Project Morpheus: jogos como The Castle, por exemplo, utilizará o PlayStation Move para simular o controle de uma espada. Outros games que já têm suporte aos óculos são EVE Valkyrie, The Deep e The Castle, além de uma versão extra de Thief, que será re-lançado com partes desenhadas para conversar com a realidade virtual.

A Sony deseja lançar o dispositivo “o mais rápido possível”, pelo “menor preço que conseguir”. Conhecendo o histórico da Sony com outros grandes lançamentos (como foi o caso do PlayStation 4 no Brasil), nós sabemos que será difícil cumprir pelo menos um desses desejos.

Recentemente, a Oculus anunciou uma pausa na produção de seu dispositivo, que, devido à grande demanda, teve problemas para ser fabricado. De acordo com sua produtora, determinados componentes do aparelho estão em falta no mercado. Esperamos que o problema não afete o lançamento (ou o preço) do Project Morpheus.